Bolsas de Estudo para Graduação, Mestrado e PhD em Taiwan


O Fundo de Cooperação e Desenvolvimento Internacional (ICDF) cobre todas as despesas do estudante de graduação, pós-graduação e PhD nas universidades que são parceiras em Taiwan.

Ao menos em um primeiro momento Taiwan pode não parecer tão interessante para quem está pensando em ir para o exterior fazer uma pós-graduação. Mas o fato é que não dá para riscar a opção da lista. Além de contar com universidades de qualidade o país ainda investe para atrair novos talentos de outros cantos do mundo.

É aí que entram as bolsas de estudo, no caso de Taiwan, bem generosas por sinal. Uma das mais atrativas é a que é oferecida pelo Fundo de Cooperação e Desenvolvimento Internacional (ICDF). Ela cobre todas as despesas do estudante de graduação, pós e PhD nas universidades que são parceiras.


Para o ano de 2017 as inscrições ficarão em aberto até o dia 17 de março.

Conforme consta na página do programa a cobertura vai cobrir todas as taxas referentes ao programa acadêmico que for escolhido o que inclui também, passagens de ida e volta, seguro saúde, acomodação e até 17 mil dólares para a manutenção pessoal no país.

De acordo com as informações divulgadas até o momento está sendo oferecido um total de 31 bolsas (graduação, mestrado e PhD) para a edição de 2017.



O candidato que estiver interessado em aproveitar essa oportunidade poderá consultar a lista completa relacionada aos programas bem como os requerimentos que específicos para cada um neste link www.icdf.org.tw/public/Attachment/711713473153.pdf.

Os candidatos interessados devem encaminhar sua candidatura para a universidade de interesse atendendo todos os requisitos que são exigidos para o programa.

É necessário também muita atenção a documentação exigida já que uma série deles é cobrada e precisam ser obtidos na Embaixada ou no Consulado do Brasil naquele país.

Entre esses documentos estão o diploma de ensino médio, graduação ou de mestrado, duas cartas de recomendação e comprovante de proficiência.

Estudar fora é um plano audacioso para quem almeja um futuro mais sólido e promissor em seu campo de conhecimento. Mas, não basta apenas vontade. Antes de ir estudar fora é fundamental que a pessoa faça planejamentos, analise todas as características do destino buscando o que vai precisar para que o período de estudo possa ser aproveitado ao máximo.

Também é recomendado buscar por informações junto aos órgãos que tratam de permanência no exterior seja ela temporária ou permanente.

Por Denisson Soares

Deixe o seu comentário