Curso de Astronomia – O Que Faz, Onde Estudar e Perfil do Estudante

Categorias: Curso superior - Cursos - Graduação

Confira aqui tudo o que você precisa saber sobre a carreira na área de Astronomia.

Muitos acreditam que o astrônomo é um profissional que observa as estrelas e os corpos celestes dia e noite com um equipamento. Mas a profissão é bem mais complexa e está perfeitamente inserida nos tempos modernos. Vamos conhecer um pouco dessa profissão e dicas para aqueles que desejam ingressar nesse mercado.



Um pouco da história

A Astronomia é considerada a ciência mais antiga. Os antigos já lançavam mão dos conhecimentos astronômicos para estudar astros, movimento das marés, relacionando-os com os períodos de colheitas, entre outros. Os primeiros registros astronômicos datam de cerca de 3.000 A.C na China, Babilônia, Assíria, Egito. Se formos ainda mais para o passado, veremos que há 50.000 anos já se fazia gravações em rochas de fenômenos celestes.

O que faz o Astrônomo moderno?

Claro, pesquisar o universo e todos os fenômenos que ocorrem nos céus, como formação e constituição dos corpos celestes, identificação de galáxias, planetas, estrelas, etc. Os satélites têm um papel importante nos estudos astronômicos, já que eles fornecem muitas informações valiosas que seriam impossíveis de serem obtidas de terra firme. Os dados levantados pelo astrônomo, além de fornecerem indicações dos fenômenos espaciais, lidam também com a dinâmica dos corpos celestes, seus movimentos e dimensões. Em suma, são muitas as atividades exercidas por este profissional.

Ferramentas que usa

O astrônomo lança mão de modelos físico-matemáticos a fim de sustentar suas observações e teorias. Esses estudos estão presentes na navegação marítima e aérea, demonstrando assim a importância de seu campo de ação.



Campos de trabalho

Além das ações já citadas, este profissional pode estar inserido em aulas e cursos de Física e Matemática, trabalhar em mapeamento celeste e fazer parte de equipes de pesquisas espaciais.

Perfil do profissional

O candidato precisa gostar de ciências exatas, uma vez que o astrônomo lida o tempo todo com cálculos complexos. É preciso ser organizado e meticuloso, como exigem todas as carreiras científicas. Uma vez que irá lidar com inúmeras publicações em língua estrangeira, é bastante interessante que o estudante de Astronomia tenha um bom conhecimento, pelo menos da língua inglesa.

Como está o mercado de trabalho?

Além de aulas nos cursos regulares, o astrônomo encontra oportunidades em empresas que fazem mapeamento por satélite e telecomunicações. Outras oportunidades são: museus, institutos de pesquisa e observatórios.

Outros dados sobre o curso

A modalidade bacharelado dura em média 5 anos e, conforme já ressaltado, os pontos altos são Física e Matemática. Outras matérias estudadas são: Astrofísica, Cosmologia, entre outras.

Onde estudar?

1) Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFJR), que possui inclusive o Observatório do Valongo como campus de Astronomia.

2) Universidade de São Paulo (USP);

3) Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Salário

O salário médio de quem está iniciando no mercado de trabalho fica entre R$ 5 e R$7 mil reais. Lembrando ainda a importância e necessidade de estágio na área, onde o candidato tem um foco interessante no manuseio de softwares de aplicação astronômica.

Dan Dias



Outros Conteúdos Interessantes

3 Comments



  1. Muito satisfatorio gostei muito! Vai me ajudar bastante na minha descisão.

  2. Sou apaixonado por astronomia acredito que um dia chego exercer essa profissão que tanto me agrada



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *