Cursos de Idiomas Gratuitos nas Casas de Cultura da UFAL


UFAL oferta vagas em cursos de Espanhol, Libras, Inglês, Português e Francês.

Estão abertas as inscrições para o processo de seleção dos novos estudantes das Casas de Cultura da UFAL (Universidade Federal de Alagoas).

Ao todo, estão disponíveis 880 vagas que serão distribuídas entre os seguintes cursos de línguas: Espanhol, Libras, Inglês, Português e Francês. As aulas terão início no dia 9 de agosto de 2017, sendo gratuitas e toda a comunidade pode se inscrever para participar do processo seletivo.


Quem tiver interesse em se candidatar, deve acessar o site da Ufal (sigaa.sig.ufal.br/sigaa/public/extensao/cadastroParticipanteCursosEventosExtensao.jsf) para fazer sua inscrição. Além disso, será necessário comparecer a secretaria das Casas de Cultura, que fica no Espaço Cultural da Ufal, localizado na Praça Sinimbu, no Centro de Maceió. O horário de atendimento é das 9 às 12 horas e das 13 às 16 horas, para a entrega da documentação que está listada no edital (www.ufal.edu.br/utilidades/concursos-e-editais/extensao/casasdeculturaespacocultural2017-2).

Para entregar os documentos, foram estabelecidos dias de acordo com cada um dos cursos, sendo: Francês – entrega de documentos no dia 31 de julho; Inglês – entrega de documentos nos dias 1 e 2 de agosto; Português – entrega de documentos no dia 3 de agosto; Libras – entrega de documentos no dia 3 de agosto.

Os dias de entrega dos documentos são estabelecidos conforme cada Casa/curso: CCEF/Francês: entrega no dia 31 de julho (segunda-feira); CCLA/Espanhol: 2 de agosto (quarta-feira); CCB/Inglês: 1º e 2 de agosto (terça e quarta-feira); CCLB / Português: 3 de agosto (quinta-feira); CCEV/Libras: 3 de agosto (quinta-feira).



De acordo com as informações disponíveis no edital, o órgão receberá 250 inscrições por dia, segundo a capacidade de processamento de dados, sendo distribuídas 150 senhas, às 9 horas e 100 senhas às 14 horas.

O processo de seleção terá como base a ordem de prioridade a seguir: estudante que concluiu a partir de 2013 ou que ainda está cursando educação básica na rede pública; aluno ou servidor da UFAL; comunidade geral.

Cursos das Casas de Cultura da Ufal

Os cursos das Casas de Cultura são gratuitos e com inscrições abertas para todo o público, fazendo parte dos projetos de extensão da Faculdade de Letras da Ufal, tendo como parceira a Pró-reitoria de Extensão (Proex).

O principal enfoque dessa oferta é estimular a difusão das línguas alemã, espanhola, portuguesa, francesa, inglesa, Libras (língua brasileira de sinais), bem como de suas expressões culturais.

A carga horária por semestre é de 45 horas, tendo um encontro presencial por semana.

Sobre a Ufal

A Ufal (Universidade Federal de Alagoas) foi inaugura no ano de 1961, sendo uma instituição federal de ensino superior que se instalou no Campus A.C. Simões, na cidade de Maceió, e posteriormente em mais dois campi no interior do Estado de Alagoas: Campus Arapiraca (tendo unidades em Viçosa, Penedo e Palmeira dos Índios) e o Campus do Sertão, cuja sede fica em Delmiro Gouveia, e possui uma unidade em Santana do Ipanema.

Ao todo, a instituição conta com cerca de 26 mil estudantes matriculados em seus 84 cursos de graduação, que estão distribuídos nas 23 Unidades Acadêmicas, sendo 53 cursos na capital, 19 no campus Arapiraca e 8 no campus do Sertão. No que se refere à pós-graduação, a instituição tem 39 programas strictu sensu, dos quais 30 são mestrados e nove são de doutorados, contando com 2.312 alunos, e 13 especializações. Na modalidade EAD (Educação a Distância) existem quatro mil graduandos.

No que diz respeito ao quadro de funcionários, estão empregados 1.698 servidores técnico-administrativos e 1.394 professores, sendo que 690 deles são doutores.

A instituição oferece a seus estudantes o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic/CNPq); além do Programa de Educação Tutorial (PET); bem como as monitorias, os estágios e as bolsas de estudo/trabalho. Também são disponibilizadas bolsas da Sesu/MEC, para programas como Afro-Atitude, programa de cotas, entre outros.

Por Iris Gonçalves

Deixe o seu comentário