Cursos para crianças e adolescentes no Senac de Petrolina (PE) em 2017


Senac de Petrolina, em Pernambuco, abre vagas em cursos de Minichef e Chef Teen para crianças e adolescentes.

No mês de janeiro, o Senac de Petrolina, em Pernambuco, ministra dois cursos que podem atrair as atenções de crianças e adolescentes, no caso: Minichef e Chef Teen. Os cursos acontecem pela manhã, das 8h às 11h. Num total de 15 horas ou 5 dias de aulas.

A atividade é paga e custa R$ 250, esse valor pode ser parcelado. Lembrando que o curso para crianças conta com alunos de 6 a 10 anos. Os pequenos aprendem um pouco sobre pratos corriqueiros do dia a dia, como doces e biscoitos.


Chef Teen, com foco no público juvenil (de 11 a 16 anos), traz atividades que ensinam os adolescentes no preparo de sobremesas, dentre outros pratos. Segundo o Senac, todos os alimentos produzidos são consumidos pelos participantes ao final de cada aula.

Serviço:

As inscrições devem ser feitas na própria unidade do Senac de Petrolina.

Endereço: R. Projetada, 650 – Maria Auxiliadora



Site: www.pe.senac.br/unidades/petrolina.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: 0800 081 1688.

Curso de confeiteiro:

Lembrando que o Senac de Petrolina sempre oferece vários cursos na área de gastronomia, especialmente, para o público adulto. Em fevereiro, estão previstas, inclusive, aulas para confeiteiros (300 horas/aula). Para participar é preciso ter ao menos 18 anos e com Ensino Fundamental completo. O curso custa R$1600 e pode ser parcelado em até quatro vezes.

Crianças na cozinha:

Com a popularidade de programas culinários na TV – em que crianças também participam de desafios na criação de pratos – surgem questionamentos na sociedade a respeito do impacto dessas atividades na vida delas. Nutricionistas e pedagogas apontam vantagens em relação à inserção da criança a esse ambiente.

A nutricionista Ariane Pereira, em entrevista iG, cita que quando os pequenos têm esse contato com a cozinha podem se tornar adultos com hábitos de vida mais saudáveis, em termos da dieta alimentar. Para ela, quando eles criam pratos, mantêm contato com alimentos que não conheciam e acabam aprendendo mais sobre ingredientes. É como se a cozinha permitisse que eles ampliassem seus conhecimentos e, de fato, quanto mais conhecimento se tem, os hábitos de vida são moldados, havendo a tendência na escolha de opções saudáveis.

Na reportagem, são citadas também as possibilidades de conhecer outras culturas, por meio da culinária, ao se depararem com a história e origem de alguns pratos. A cozinha também ajuda os pequenos a se tonarem mais sociáveis.

Por Letícia Veloso

Deixe o seu comentário