Nissan oferece cursos de capacitação no RJ



Projeto “Caju: Um novo olhar” oferece cursos de capacitação profissional para os jovens e complementação escolar para os que não puderam terminar seus estudos.

A montadora Nissan é patrocinadora oficial dos jogos Olímpicos e Paralímpicos, que acontecerão no Rio de Janeiro no ano de 2016.  A empresa inaugurou sua primeira planta no país, no ano de 2014, e para reforçar ainda mais a sua imagem na cidade para o próximo ano, que é de grande importância, a marca japonesa anunciou um novo projeto: “Caju: Um novo olhar”.

A iniciativa da empresa nipônica faz parte de ações programadas no Pacto do Rio. O pacto existe para unir parceiros privados e órgãos públicos do país, em busca por iniciativas que construam uma sociedade com mais justiça e menos desigualdade.



Como parceira para o projeto, a Nissan escolheu a Fundação Gol de Letra, que tem sede há quase 10 anos, no bairro do Caju, e que por isso, já possui um bom relacionamento com a comunidade do local. O bairro do Caju é um dos que possui menor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) no município do Rio de Janeiro.

As obras de revitalização da Zona Portuária do Rio terminarão onde começa a região do Caju, e por isso a empresa viu uma grande chance de aproveitar a revitalização, para também aplicar seus projetos à população do bairro. A revitalização do Porto do Rio passará pela localidade onde está situada a filial da Nissan no Brasil.



A participação da empresa japonesa no projeto garantirá benefícios à população, como cursos de capacitação profissional para os jovens, e também complementação escolar para os que não puderam terminar seus estudos. Além do benefício aos jovens, a Nissan oferecerá juntamente com suas parcerias, a melhoria da estrutura da comunidade e envolverá os moradores nessas ações.

Iniciativas como essa, devem ser incentivadas. Mesmo que a princípio, o interesse seja estreitamente o lucro empresarial, com a revitalização exatamente da área onde a sede da empresa está localizada, a empresa, ao investir em qualificação dos jovens, pode estar investindo também em sua mão de obra futura, além de deixar um legado para a população. Iniciativas como essa fazem com que os dois lados saiam em vantagem.

Por Patrícia Generoso

Deixe o seu comentário